jizz tube carlos alba de martinez.
freeporn.com
Saúde

Em Ilhéus, Semana Nacional de Combate ao AVC orienta sobre riscos da doença

As atividades ocorrem na Praça JJ Seabra, em frente da Câmara de Vereadores.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) e o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, da Universidade Estadual de Santa Cruz finalizam nesta quarta-feira (30), as ações de prevenção, orientação e combate ao Acidente Vascular Cerebral (AVC), mais conhecido como derrame cerebral. Desde a terça-feira (29), as atividades ocorrem na Praça José Joaquim Seabra, no Centro.

Durante a semana de combate ao AVC, oferta dos serviços de triagem (aferição de pressão arterial e teste de glicemia capilar); realização também de Eletrocardiograma; avaliação clínica; medição de peso; altura e Índice de Massa Corporal (IMC).

“Esse evento é muito significativo para a população. Farei um teste para medir minha glicemia e aferir a pressão. É importante cuidar da nossa saúde”, lembrou Antônio Gomes, de 59 anos, morador da Princesa Isabel. A ação está sob a coordenação do neurologista Antônio Fernando Ribeiro Silva Junior.

“A maioria das ocorrências é causada por hipertensão, diabetes, maus hábitos alimentares, sedentarismo, fumo e bebida alcoólica em excesso. Esses fatores são controláveis se adotarmos um hábito de vida saudável e mantermos o acompanhamento médico periódico”, destacou o neurologista.

Na oportunidade, afirmou ainda que é possível prevenir o AVC em até noventa por cento dos casos, quando há cuidado adequado. Já a fisioterapeuta Graciele Santos explicou que o atendimento é dividido de acordo com o planejamento de reabilitação na fase aguda e na crônica.

“Na fase aguda, quando o paciente acaba de ter o AVC, o membro afetado deve ser auxiliado principalmente pelo membro superior sadio. É recomendada a realização de exercícios de amplitude de movimento, levando o membro superior em direção ao teto ou para a face lateral do corpo”.

A fisioterapeuta acrescentou que na fase crônica é indicado que o paciente realize o exercício de descarga de peso, conhecido como ponte. “Evitar exercícios de apertar bolinha e o uso de tipoia. Quem teve um AVC tende a querer fechar a mão. Portanto, o correto é realizar exercícios de alongamento”.

A aposentada Maria Lígia Santos, de 72 anos, contou que a ação ajuda no entendimento em relação à doença. “Esse evento nos orienta como cuidar da saúde. Má alimentação, sono irregular, pouca ingestão de água. Precisamos adotar hábitos saudáveis para não sermos mais uma pessoa afetada pelo AVC”.

A Atenção Básica informa que será realizado um treinamento teórico com médicos, enfermeiros e agentes comunitários sobre a semana de combate ao AVC, na quinta-feira (31), no auditório da Faculdade Madre Thaís (FMT), das 8 às 12h.

Já na sexta-feira, 1º de novembro, as equipes realizarão treinamento prático na Unidade de Pronto Atendimento (UPA24h), do bairro da Conquista, no Hospital São José e no Hospital Regional Costa do Cacau.

A ação conta com o apoio da Faculdade Madre Thais, Unimed Ilhéus e Clínica 2 de Julho. De acordo com a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDCV), o AVC é a principal causa de incapacidade em todo mundo. A SBDCV criou a combinação SAMU192 para reconhecimento dos sintomas.

Sorria – Peça para a pessoa dar um sorriso. Assim é possível identificar se a boca está torta;

Abrace – Veja se a pessoa consegue levantar os braços. Assim é possível perceber se há perda de força;

Música – Repita a frase como uma música. Com esse exercício pode-se notar dificuldade na fala;

Urgente – Identificou algum dos sintomas? Ligue para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU192). 

Compartilhe essa notícia

Parceiros

tattooed tgirl blown in twosome.indian xxx