jizz tube carlos alba de martinez.
freeporn.com
Geral

Policiais Civis debateram investigação criminal no sul da Bahia

Além das carreiras da Polícia Civil, o evento contou com a participação de estudantes, professores e pesquisadores

Investigadores, escrivães delegados e peritos técnicos da região Sul da Bahia discutiram,no auditório da faculdade de Ilhéus, na manhã desta quinta-feira( 30), “Investigação Criminal:  a polícia civil e sua situação constitucional”. A mesa do debate  foi mediada pelo perito técnico e Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias,  e contou com as presenças do  Presidente do SINDPEP,  Alberto Durão, do investigador  Marcos Miecznikowski, do perito técnico e professor universitário de Direito Penal, Rolemberg Macedo e do Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, que discorreu sobre “sindicalismo: função trabalhista e social”.

O Vice-Presidente do SINDPOC, Diego Messias, comemora os resultados obtidos pelo evento e ressalta que o sindicato  pretende expandir o projeto para todo o Estado da Bahia. “O seminário discutiu o papel social dos policiais civis com diversos membros da sociedade. Foi uma atividade extremamente representativa que contou com a maioria das carreiras da Polícia Civil”,  destaca Messias.

Para o perito técnico e Presidente do SINDPEP, Alberto Durão, o evento além de ter discutido sobre a importância da investigação criminal, aproximou a Polícia Civil das carreiras e da sociedade. ” A universidade foi escolhida porque  representa a casa do conhecimento. Discutimos avanços, as melhorias e os entraves da investigação criminal no atual cenário brasileiro”, salienta Alberto Durão.

Para o perito técnico lotado na Coordenadoria Regional de polícia técnica de Itabuna e professor universitário de Direito Penal, Rolemberg Macedo, o seminário estreitou os laços entre os profissionais que atuam na Polícia Civil  na produção do Inquérito Policial e a comunidade científica. ” Nosso objetivo é mostrarmos  a realidade do trabalho policial para que juntos  aprimoraremos a Investigação Criminal e torná-la ainda mais técnica”, enfatiza o servidor.

Para o investigador Marcos Miecznikowski, lotado na delegacia territorial de Itacaré,  esse tipo de evento “planta” uma semente na sociedade sobre a importância da Polícia Civil à investigação criminal. ” Nós realizamos um trabalho trabalho minucioso e multidisciplinar. Esse é apenas um projeto-piloto. Nossa  intenção é tornarmos como permanente e levarmos para todo Estado, aos estudantes dos cursos de direito nas faculdades privadas e públicas para que, durante a graduação, eles  já começem a entender as funções das carreiras e a estrutura da Polícia Civil”, pontua o investigador.

Compartilhe essa notícia

Parceiros

tattooed tgirl blown in twosome.indian xxx